Somos Praxe, Por ti, Por nós e pela Praxe!

Grato por ter esta oportunidade de expor de forma tão familiar e realçar o aparecimento bem como a evolução do SOMOSPRAXE, aproveito para agradecer à minha equipa que esteve sempre com a força e o empenho de apostar em novas ideias ao longo deste ano de existência, sem esquecer os belos trajados que me acompanharam no passado e  mostraram o que é seguir perfeitamente um código de praxe e o que pode, ou não, ser chamado de Praxe. 

Num primeiro momento, esta página foi criada a partir de um pequeno “flash” no intuito de fazer ver de uma forma mais descontraída “o que é verdadeiramente a Praxe”, que maior parte dos recéns estudantes não tinham. Foi emocionante, o facto de em menos de 12 horas ver o apoio que tivemos, porque o problema de maior parte das pessoas é não colocar a ideia em prática por receio, esse é um comum erro existente na sociedade, neste caso foi reconfortante perceber que demos voz e ainda fizemos os mais faladores poderem se expressar bem como os mais tímidos darem opiniões e perderem qualquer tipo de problema em se expor. Não é um negócio, nem um trabalho, é um gosto e um agrado realizar tudo o que é exposto nesta página.

Tudo surgiu pelo facto de maior parte de os estudantes não frequentarem as praxes, que saliento ser uma bela tradição académica, por ser um tema controverso mais que mal explicado em Portugal. Para nós faltava alguma plataforma, por assim dizer nada melhor que a rede social mais usada pelos jovens, para poder ser consultada em caso de dúvida. Como é referido há problemas de todos os tipos em qualquer assunto, nada é tão generalizado como a Praxe nos meios de comunicação. A liberdade de escolha está presente ao longo da vida e esta é uma decisão pessoal, não deve nem tem que ser influenciada por ninguém.

Esta página promove o bom funcionamento da Praxe, as diferentes tradições de cada região, a integração académica e a união das academias. É necessário referir que sem problema algum será partilhado uma praxe abusiva de modo a alertar as punições necessárias, porque como em qualquer tema da atualidade há maus atos. A Praxe é integração, união, respeito, hierarquias, entreajuda e educação, esta não se resume ao ato de Praxar mas sim ao respeito e ao bom senso para um bom ambiente académico. 

Nós só temos de agradecer a todos os caloiros e praxantes por toda a colaboração, tendo um especial obrigado aos caloiros e trajados do Instituto Politécnico de Bragança, de Viana do Castelo, da Real Academia da Guarda, aos de Coimbra e das Ilhas, que participam no conteúdo criado de uma forma incrivelmente ativa. 

O SOMOSPRAXE não é nosso, é de todos! As ideias podem ser dadas por vocês, as opiniões e os diversos desabafos que temos ao longo do tempo. Aqui foi criado à cerca de um ano um baú de memórias da tua vida estudantil, onde se guardam sorrisos e vivências que não são virtuais, são sinceros e humildes. Porque se eu pudesse, voltaria a ser Caloiro… Porque num piscar de olhos, sentes que o teu acabou….

Por ti, por nós e pela Praxe! @somospraxe

View this post on Instagram

🖤

A post shared by Somos Praxe (@somospraxe) on

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

×