Universidade Católica e ISCTE vandalizadas com mensagens racistas

A Universidade Católica Portuguesa (UCP), em Lisboa, foi vandalizada com mensagens racistas e xenófobas durante a madrugada desta sexta-feira. Nas paredes da universidade foram escritas frases como “Viva a Europa Branca”, “Viva a raça branca” e “Fora com os pretos”.

Em comunicado, a UCP reagiu à ação de vandalismo, que rejeita, por atentar “contra os princípios basilares do que a universidade enquanto espaço de abertura e diálogo representa e reafirma que continuará, firmemente, a desenvolver a sua ação educativa assente no respeito pela dignidade da pessoa, nos valores da liberdade e do diálogo, rejeitando qualquer forma de discriminação social, de raça ou sexo, e pugnando sempre pela inclusão e coesão sociais em prol do bem comum da sociedade”. 

Foi feita uma denúncia junto do Ministério Público, confirmou a UCP à SÁBADO. As imagens estão a ser analisadas. 

A reitora da UCP, Isabel Capeloa Gil, considerou ainda que este é “um ataque direto à universidade e aos seus valores” e impugna a “discriminação com base em raça, género ou outros fatores”. A responsável da Católica considerou mesmo que o que foi escrito nas paredes da universidade são “atos inadmissíveis” e já se procedeu à limpeza das paredes.

Além da Universidade Católica, surgiram também nas redes sociais fotografias de mensagens racistas em escolas da Portela, Olivais e Sacavém, todos na Área Metropolitana de Lisboa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

×